Conteúdo com a palavra-chave ‘apresentação musical’

1 de setembro de 2012
21:00até22:30

Dia: 01 de setembro
Horários: Sábado, 21h
Local: Auditório Ibirapuera
Duração: 90 min (aproximadamente)
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada)
Classificação Indicativa: Livre para todos os públicos

Horários da bilheteria
Não abre Segunda-feira.
Terça a Quinta: das 11h às 18h
Sexta: das 11h às 22h
Sábado: das 9h às 22h
Domingo: das 9h às 20hTelefone: +55 (11) 3629-1075
info@auditorioibirapuera.com.br

17 de agosto de 2012 21:00até18 de agosto de 2012 22:00

Dia: 17 e 18 de agosto
Horários: Sexta e sábado, 21h
Local: Auditório Ibirapuera
Duração: 90 min (aproximadamente)
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada)
Classificação Indicativa: Livre para todos os públicos

Coral Oratorio Society de Nova York e Orquestra Filarmônica de São Carlos

O Coral Oratorio Society de Nova York realiza, no Auditório Ibirapuera, duas apresentações, fazendo a estreia no país de um dos mais tradicionais e importantes grupos vocais do mundo.

Fundado em 1873, o coral é a segunda instituição cultural mais antiga de Nova York, que tem como sede o Carnegie Hall e estreou sob a batuta do compositor russo Tchaikovsky, seguindo uma trajetória histórica de destaque, premiada com um Grammy.

Nas apresentações em São Paulo, o coral será regido por seu maestro titular, Kent Tritle, e acompanhado pela Orquestra Filarmônica de São Carlos. Tritle é organista da Filarmônica de Nova York e reconhecido pela crítica musical como um grande talento. David Rosenmeyer, maestro Associado do coral, também regerá a Orquestra de São Carlos, que sobe ao palco com 40 músicos.

Entre os músicos da orquestra, estão os solistas Fábio Zanon (violão) e Luis Afonso Montanha (clarineta). Entre os músicos do coral, os solistas serão Jamet Pittman (soprano), Malena Dayen (mezzo-soprano), John Tiranno (tenor) e Joshua South (barítono). A maestrina Flávia Bombonato, que é coordenadora do Projeto Guri – importante programa de inclusão social por meio da música – ensaiou os músicos da orquestra.

No Programa, obras e Mozart, peças contemporâneas do compositor americano Aaron Copland e a estreia do Concerto duplo “Chameleon”, para Violão, Clarineta e Orquestra, e da obra coral “Um Cais para o Caos”, ambas de autoria do compositor brasileiro Ricardo Calderoni.

Esta obra para coral foi responsável pela vinda do Coral Oratorio Society de NY ao Brasil. O maestro Tritle, ao conhecer a obra, revela Caderoni, manifestou interesse por fazer a estreia dela no Brasil e mostrar, em São Paulo, o trabalho que o coral vem apresentando internacionalmente.

“É emocionante ver, pela primeira vez no Brasil, o mais importante coral americano apresentando obras clássicas e modernas”, completa Calderoni.

I Programa I
Mozart, Missa em Dó maior, “Credo” K.257
Aaron Copland, “American Songs”
Ricardo Calderoni, Coral “Um Cais para o Caos” e Concerto “Chameleon”, para Violão, Clarineta e Orquestra

A Brasil Produções, responsável por esta realização, contou com o apoio do ProaC – Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Estado de São Paulo.

Horários da bilheteria
Não abre Segunda-feira.
Terça a Quinta: das 11h às 18h
Sexta: das 11h às 22h
Sábado: das 9h às 22h
Domingo: das 9h às 20h
Telefone: +55 (11) 3629-1075
info@auditorioibirapuera.com.br

24 de agosto de 2012 21:00até25 de agosto de 2012 22:00

Dia: 24 e 25 de agosto
Horários: Sexta e sábado, 21h
Local: Auditório Ibirapuera
Duração: 90 min (aproximadamente)
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada)
Classificação Indicativa: Livre para todos os públicos

Diego Schissi é pianista, compositor e arranjador argentino e foi convidado para o quinto concerto da temporada 2012. Ele harmoniza em sua música as raízes do tango com estilo próprio, apresentando composições originais e inovadoras no universo contemporâneo do gênero.

Participa da apresentação o bandoneonista Santiago Segret, convidado de Schissi.

Na abertura do programa, a Prata da Casa (momento em que a Jazz destaca o trabalho de seus integrantes) apresenta dois tangos clássicos. O primeiro, “Por una Cabeza”, de Carlos Gardel, com arranjo da violinista da orquestra, Cintia Zanco. O segundo, “Oblivion”, de Astor Piazzolla, é uma versão de um dos fundadores da Jazz Sinfônica, Cyro Pereira, com solo de sax de Paula Valente.

Completam o programa dez composições do convidado, Schissi.

Diego Schissi é diretor do grupo de tango contemporâneo Diego Schissi Quinteto. Nasceu em Buenos Aires, em 1969, e teve formação em música erudita, que o levou para a vida acadêmica, até uma temporada nos Estados Unidos, onde teve oportunidade de tocar ao lado de diversos músicos ligados ao tango argentino. Schissi seguiu a carreira de intérprete e começou a gravar, a se apresentar, a compor. Em 2005, participou do CD de Bibi Ferreira e Miguel Proença Tango (Biscoito Fino), escrevendo os arranjos para piano. Voltou a trabalhar com a cantora, em 2010, como solista convidado de shows em Buenos Aires e três capitais brasileiras. O premiado álbum Tongos (Untref Sonoro, 2010) é seu trabalho de maior destaque, e trilha uma nova vertente para o tango tradicional.

Santiago Segret tem a trajetória profissional ligada ao tango e integra o Diego Schissi Quinteto.

Fábio Prado é maestro e arranjador. Iniciou os estudos musicais tocando trompa. Desenvolveu larga experiência nas principais orquestras brasileiras e se destacou em importantes premiações nacionais. Foi solista das orquestras do Estado de São Paulo, de Campinas e da Jazz Sinfônica. Em 1998, começou os estudos de regência. Desde 2001, produziu diversos arranjos para a Orquestra Jazz Sinfônica e outras, regeu renomadas orquestras e se apresentou em concertos e espetáculos no Brasil e no exterior. É maestro da Jazz
Sinfônica desde 2005.

Horários da bilheteria
Não abre Segunda-feira.
Terça a Quinta: das 11h às 18h
Sexta: das 11h às 22h
Sábado: das 9h às 22h
Domingo: das 9h às 20h
Telefone: +55 (11) 3629-1075
info@auditorioibirapuera.com.br

Pesquisar

Featured Box Wordpress Plugin developed by YD